Dignidades & Debilidades Planetárias


É a qualidade das colocações dos planetas em cada signo, influenciando no tipo de emissão energética. Existem 2 dignidades e 2 debilidades, a saber:

DOMICÍLIO: é o planeta colocado em seu próprio signo, isto é, do qual ele é regente. Neste caso, o planeta está à vontade no signo, tendo condições de expressar sua energia espontaneamente.

Exemplo: Marte em Áries. No domicilio o planeta está na sua força máxima.

EXÍLIO OU DETRIMENTO: é quando o planeta está colocado no signo oposto àquele em que é regente. Neste caso, o planeta precisa fazer esforço para usar sua energia, ou então, adaptar-se às características desse signo. Gera um certo conflito, e o planeta encontra obstáculos.

Ex: Marte em Libra.

EXALTAÇÃO: é o planeta colocado em um signo em que se sente forte ou onde sente sua força aumentar, porque funciona como um hóspede muito bem recebido; também adquire poder.

Ex: Marte em Capricórnio.

QUEDA OU CAÍDA: é o planeta colocado no signo oposto ao de sua exaltação. Neste local o planeta perde sua força e poder, podendo gerar conflitos e confusões.

O Estado Cósmico Dos Planetas

A experiência de milhares de anos a respeito das forças ou debilidades planetárias, depois de inúmeras pesquisas estatísticas rigorosamente avaliadas, tem sido magistralmente confirmada.

Essa pesquisa demonstrou que a eficácia de um planeta é aumentada quando o mesmo se encontra num signo que tenha bastante afinidade e analogia com sua natureza intrínseca. Isto acontecendo quando o planeta se encontra em seu signo de DOMICÍLIO ou EXALTAÇÃO.

A QUEDA e ou EXÍLIO são os opostos da exaltação e domicílio, e nestes casos os planetas se encontram debilitados em força positiva e fortalecidos em energia negativa.

Um planeta em seu domicílio é como se fosse um rei em seu trono, estando essencialmente dignificado.

Na exaltação equivale ao príncipe de um reinado, pois é o segundo comandante do signo em que estiver exaltado.

No exílio está desterrado e extremamente debilidade, e corresponde á detenção num país inimigo.

Na queda ocorre o mesmo que no exílio, de maneira mais amena.

Na triplicidade, ou seja, quando um planeta se coloca num signo do mesmo elemento que aquele onde é regente, está como se num país irmão. Se estiver colocado no decanato que rege, sua força é ainda maior.

Decanatos são divisões de 10º em 10º nos signos.

Quando se situa num signo onde não possui dignidade ou debilidade alguma, diz-se que o mesmo está peregrino, o que corresponde á passagem de um indivíduo pelas terras de um país completamente neutro para si.

A tábua de forças planetárias deve ser estudada cuidadosamente, visto ser um dos pontos mais importantes na interpretação dos horóscopos.

Para estudá-la com melhor aproveitamento lembre-se que os signos de exílio são sempre os opostos do domicílio, e que os signos de queda são opostos da exaltação.

O melhor a fazer primeiramente é decorar os eixos de oposição dos signos:

Áries com Libra

Touro com Escorpião

Gêmeos com Sagitário

Câncer com Capricórnio

Leão com Aquário

Virgem com Peixes

Assim fazendo bastará decorar os domicílios e exaltações e lembrar que o exílio é oposto do domicílio e a queda o oposto da exaltação.

PEREGRINOS

Qualquer astro, quando colocado num signo onde não esteja, “Domiciliado, exaltado, exilado, em queda, na triplicidade”, é considerado peregrino.

Os planetas maléficos quando peregrinos são bastante destrutivos.

Os astros estarão peregrinos conforme a relação abaixo:

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Ligue: (11) 9.7617-6904

 

 

Astrologia Esotérica

Alameda Grajaú, 584 - Alphaville - CEP 06454-050

CPF 093.101.298-83

Os pedidos são entregues conforme o agendamento

@2015 by Moisés Fernandes.